11 de dezembro de 2007

David, Davidzinho, escreva mais para os leitorinhos

Por uns dias fico de mal com o mundo das letras, daí até esqueço desse cotidiano, ou deixo de escerver porque a coisas andam cotidianas demais. Mas quero culpar o David Coimbra por isso, por esse meu descaso com o blog.
Estou desapontada com o David, antes visitava o blog dele no mínimo 3 vezes e todas essa vezes encontrava um post novo. Não sei o que deu nele, talvez tagarelar no pretinho básico tome as energias que ele tem pra escrever, sei lá.
Já aviso que o David cria dependência aos "leitorinhos" dele, se não pretende dedicar alguns minutos do dia pra lê-lo nem vá conhecer. O cara esse, é a-pai-xo-nan-te, desses que passando do teu lado na Rua da Praia, no Praia de Belas, ou na praia de Tramandaí tu nem nota, mas na frente de um teclado...hummm... esse homem vira um deus, um Rodrigo Santoro, um Paulo Zulu, um Brad Pitt.
Pra quem ainda não foi ler as coisas que o David escreve, vá lá, mesmo em doses homeopáticas tem o cotidiano contado de forma brilhante.

Um comentário:

Luciana! disse...

Hummmm Cris....

Ahhh que eu notaria sim, se ele passasse por mim no Praia de Belas, na Rua da Praia ou numa praia qualquer do nosso litoral, poderia ser até em Quintáo num domingo chuvoso de inverno...

Ahh que eu notaria sim...aquela cara de sem vergonha a 1km de distância...hahahaha

beijo