25 de fevereiro de 2009

voraram os grãos

A praia era a mesma, mas os grãos de areia já não estavam no mesmo lugar. Saudade!

as palavras

"As palavras são assim, disfarçam muito, vão-se juntando umas com as outras, parece que não sabem aonde querem ir, e de repente, por causa de duas ou três, ou quatro que de repente saem, simples em si mesmas, um pronome pessoal, um advérbio, um verbo, um adjectivo, e aí temos a comoção a subir irresistível à superfície da pele e dos olhos, a estalar a compostura dos sentimentos, às vezes são os nervos que não podem aguentar mais, suportaram muito, suportaram tudo (...)"
José Saramago

19 de fevereiro de 2009

saudade


Hoje fiquei com saudade dela, com vontade de chorar. Fiquei pensando nele com super herói. O que será que ele teria feito para salvá-la?


17 de fevereiro de 2009

"(...) provavelmente este encontro da mulher e do mapa, tão bem preparado pelo destino, incluia também um cão". José Saramago

Acho que também mereço um.

12 de fevereiro de 2009

em uma terça-feira de verão

Morangos hidropônicos, tamarindo e cacau!

feliz

Fevereiro sempre é um mês de agito na minha vida! Essa semana foi pra compensar todas as incertezas, os frios na barriga, as bolas de sorvete sem medida e as semanas arrastadas num marasmo desde o fim do ano. Vieram um monte de coisas boas, elas estavam brincando de esconde esconde comigo e finalmente eu bati: um, dois, três, VIDA! Vou com tanta sede que não deixarei sobrar uma gota. Ahhhhhh, hummmm!

8 de fevereiro de 2009

Ensaio sobre a cegueira

"já deviamos ter aprendido, e de uma vez para sempre, que o destino tem de fazer muitos rodeios para chegar a qualquer parte, só ele sabe o que lhe terá custado trazer aqui este mapa para dizer a esta mulher onde está".
José Saramago

mudando de roupa

Decidi que vou mudar a roupa do blog sempre que eu achar que é hora de lavar. Hoje, roupa nova!

aprendi

Uma vez li no blog da Manu uma coisa que nunca mais me saiu da cabeça, na verdade me ensinou:
"fogo se paga com água e não com fogo"

Realizar

Lembro quando o Rômulo passou no vestibular, em 1999, o listão da UFRGS saía na Zero Hora de sábado, comemoramos na banca do Partido que ocorria sempre aos sábados pela manhã na Praça do Imigrante. O Rômulo veio antes de mim na estrada da UJS, aprendi muitas coisas com ele. 
Lembro quando a Gabi passou no vestibular, listão durante o Fórum Social Mundial. Gabi, secunda da minha geração, de escola pública para direito na universidade pública. Morro de orgulho, sempre foi atrás dos sonhos dela.
Agora o Rômulo e a Gabi se formaram, um químico e uma advogada! Amo ver as pessoas realizarem seus sonhos. Parabéns!


1 de fevereiro de 2009

Escreveu Galeano no meu livro preferido:

A arte das Crianças

Mario Montenegro canta os contos que seus filhos lhe contam. Ele senta no chão, rodeado por um círculo de filhos, e essas crianças ou coelhos contam para ele a história dos setenta e oito coelhos que subiram em cima do outro para beijar uma girafa, ou contam a história do coelho azul que estava sozinho no meio do céu: uma estrela levou o coelho azul para passear pelo céu, e visitaram a lua, que é um grande país branco e redondo e todo cheio de buracos, e andaram girando pelo espaço, e saltaram sobre as nuvens de algodão, e depois a estrela se cansou e voltou para o país das estrelas, e o coelhoo voltou para o país dos coelhos, e lá comeu um milho e cagou e foi dormir e sonhou que era um coelho azul que estava sozinho no meio do céu.